OMS quer banir o mercúrio dos aparelhos até 2020

Da Redação

11/10/2013



A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Health Care Without Harm uniram forças para a eliminação progressiva até 2020 dos termômetros e aparelhos de medição da pressão que contenham mercúrio, devido aos efeitos graves na saúde pública.

De acordo com a OMS, o mercúrio e seus vários compostos têm uma série de graves impactos sobre a saúde, incluindo o cérebro e danos neurológicos, especialmente entre os jovens. Outros incluem danos renais e danos no sistema digestivo.

A iniciativa prevê o fim da fabricação, importação e exportação desses dispositivos e a implantação de produtos precisos, acessíveis e mais seguros sem mercúrio. A diretora-geral da OMS, Margaret Chan lembra o mercúrio é uma das dez substâncias químicas que mais preocupam em relação à saúde pública.

A OMS pretende ainda eliminar progressivamente os desinfetantes e produtos cosméticos que clareiam a pele e que são feitos à base de mercúrio. Além disso, quer elaborar um conjunto de medidas para eliminar a utilização do metal nos tratamentos dentários.

___________________________
Com informações da OMS e Agência Brasil